Leilões online, presenciais e simultâneos de Veículos, Imóveis, Industrial, Agrícola, Bens de Consumo, Entre outros.

  • Segunda - 16 de Maio de 2022

área exclusiva
Esqueceu a senha?

Código do Leilão: 0756/2022

1ª. Vara de Execução de Título Extrajudicial, Embargos e demais Incidentes de Campo Grande - MS

Autos nº: 0801561-57.2016.8.12.0001

Local do pregão: - CAMPO GRANDE-MS

Tipo de Leilão: Online

Total de Lotes:

1

Faltam 1D 01:13:20 para o início do fim do leilão

EM ANDAMENTO

Avaliação:

R$ 1.030.000,00

Incremento:

R$ 10.300,00

1º Leilão:

07 de Fevereiro de 2022 às 08h00

*Conforme horário do MS

Lance inicial em 1º Leilão:

R$ 1.030.000,00

2º Leilão:

15 de Junho de 2022 às 08h00

*Conforme horário do MS

Lance inicial em 2º Leilão:

R$ 618.000,00

Informações de abertura

Incremento:

R$ 10.300,00

Total de visualizações:

884

Total de Lances:

0

Arrematantes homologados:

793

Descrição detalhada do Lote

O direito de posse e aquisição de bem imóvel sob uma área rural com 206 has. (duzentos e seis hectares) em condomínio pro indiviso de uma gleba de terras denominada Fazenda Figueirão, com a área total de superfície de 575 has., (quinhentos e setenta e cinco hectares), situada no Município de Figueirão - MS, com registro na Comarca de Camapuã - MS, conforme Certidão de Matrícula Imobiliária nº. 24.228, do Cartório do Ofício Registral da Comarca de Camapuã - MS, Livro Nº. 02, do Registro Geral. Imóvel cadastrado junto ao INCRA sob o nº. 908.010.011.975-3. Número do CCIR nº. 44247235220 e ITR CAFIR/NIRF nº. 1.459.802-7. Ônus: Há ônus na matrícula imobiliária. O imóvel será vendido no estado em que se encontra, sem qualquer garantia, constituindo ônus do interessado verificar suas condições antes da dada final da alienação. Informações no escritório do corretor de imóveis/leiloeiro público oficial ou nos fones: (67) 4042-2179, (67) 99991-1605 e (67) 99987-1407.

Formas de pagamento

O pagamento do preço poderá ser feito à vista ou de forma parcelada. Na hipótese de venda parcelada, deverá ser feito um depósito inicial de 25% (vinte e cinco por cento) do valor da proposta à vista, podendo o restante ser dividido em até 12 (doze) parcelas mensais (aplicação analógica do parcelamento previsto no art. 895, do CPC). Se a venda for concretizada a prazo, na carta de alienação deverá constar o débito remanescente, que será necessariamente garantido por caução idônea, quando se tratar de móveis, e por hipoteca do próprio bem, quando se tratar de imóveis, por ocasião do registro, nos moldes do disposto no artigo 895, § 1º., do Código de Processo Civil.

Histórico de lances recebidos

                 
valorusuário/placalocalidadedata/horário
Nenhum registro de lance.

OBS: Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - Arts. 186 e 927 do Código Civil. Ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal.